Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 7

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 7

– 

– Demitida? Meu coração chegou errar as batidas. O que houve, senhor, o que fiz de errado? 

— 

– Achou mesmo que sou burro menina? – Levantou-se nervoso e veio em minha direção – Aurora, Mora na capital, tem 18 anos e um Pinscher possuído pelo demônio. Engoli seco. Sabe de uma coisa, achou mesmo que colocaria dentro da minha casa alguém sem saber as procedências? 

Fui descoberta. 

Me desculpa, senhor, eu menti, devia ter falado a verdade desde o começo. 

– 

– 

– Tarde demais! gritou. Sabe o que mais me impressionou? A sua capacidade e rapidez de 

inventar mentiras! 

– Eu estava precisando muito desse emprego e…. 

– 

-Cala a boca! – Gritou outra vez. Se tem algo que eu odeio nesse mundo, é a mentira, sabia? 

Quero que arrume suas coisas e saía da minha casa imediatamente! 

– Mas está de noite. 

Nesse momento ele se encostou tão próximo a mim que fiquei com medo de sua reação, até 

parecia um déjà vu. 

– 

– E o que eu tenho a ver com isso? – Abaixou a voz.- Não é você que gosta de ficar perambulando 

por ai a noite? 

– Como a*sim, como sabe? Não entendia como sabia que eu havia chegado ainda a noite na 

fazenda. 

– Você chegou em meu celeiro de madrugada, eu vi nas câmeras – Se consertou explicando, 

parecia ter ficado sem jeito. 

– O senhor me viu no seu celeiro pelas câmeras? 

Lembrei haver tirado a roupa molhada naquele dia para tentar secar, pensei na possibilidade dele 

ter visto demais. 

— 

– Não mude de a*sunto garota! 

Voltei a mim, tentando não pensar demais. 

– Por favor, senhor Oliver, me perdoa, falta apenas dois meses para eu completar dezoito anos, 

preciso muito desse emprego, eu não tenho para onde ir. 

– Devia ter pensado antes de inventar suas mentiras, eu nem sei quem é você! 

1/3 

-Eu iria contar a verdade, e também, pensa no Noah, como ele vai ficar? 

pessoa para fic 

– Arrumo outra pessoa para ficar com ele! 

– 

Eu me apeguei a ele, por favor, não me afaste dele a*sim. 

– 

— 

Ah, pronto, agora é o que me faltava. Riu irônico – Você conhece o bebé há 3 dias e já está apegada a ele? Faça me rir! Caminhava pelo escritório – Até onde uma pessoa consegue ir, só para não perder o emprego ou o teto onde morar – Falou sarcastico. 

-Eu estou falando sério, ele é um amor de bebê, e cheguei aqui, vi o quanto ele estava mal cuidado, não havia nem tomado um banho, morrendo de fome, e sabe lá há quantos dias estava chorando. 

– Não é da sua conta. 

– É da minha conta sim! – Criei coragem não sei de onde e aumentei a voz. Ele estava mal tratado, eu só fiz cuidar dele e dar amor, já que vi que o senhor nem encosta no menino, e nem a mãe apareceu por aqui, sabe-se lá onde ela está! (s 

Cala a sua boca, você nem sabe das coisas para ficar falando! 

– 

Falou irritado. 

Eu posso até não entender das coisas, mas eu sei que aquele bebê dormindo agora lá no quarto, precisa de amor e afeto, e infelizmente, até o momento não vi ninguém além de mim, dar a ele. 5 

– Ah é a*sim? – Parou como se estivesse pensando em algo, – Já que você se apegou tanto a*sim como diz, então cuide dele sem receber um centavo, cuide por amor, quero ver agora! 1 

– Acha que tudo na vida é dinheiro, senhor? Pensei muito bem antes de responder. 

Oliver era arrogante, e com certeza era daquelas pessoas que pensavam que o dinheiro resolvia todas as coisas, eu não sou hipócrita de não saber o valor do dinheiro, mas sei que as coisas mais importantes da minha vida não voltariam nem por toda a riqueza do mundo. Noah é um bebê indefeso, não conheci ninguém até o momento que possa defendê-lo, e eu, mesmo que precise de dinheiro, não poderia deixá-lo a mingua como estava antes, não seria um ser humano e muito menos uma mulher que um dia tinha o sonho de ser mãe. As coisas poderiam mudar mais para frente, mas agora, Oliver precisava saber que nem tudo se paga com dinheiro. 7 

– 

– E se quer saber se eu cuido dele sem receber um centavo, a resposta é sim, eu cuido! E não é 

porque preciso de um lugar para ficar ou coisa a*sim, eu cuido porque ele é um bebê que precisa de amor, carinho, e principalmente proteção, coisa que você deve não saber o que é! 6 

Nesse momento o homem me olhou com um olhar indecifrável, ficou parado por alguns segundos 

as costas e saiul Da 

porta eu 

do escritos, eli a*sustada ainda com a conversa, fiquei alguns minutos pensando. O Noah é um bebê que ninguém se importa com ele, se eu for emboral ele vai voltar a situação que estava quando o encóntrei, Oliver pode arrumar outra pessoa para ficar com ele? Pode. Mas se já estou aqui, vou até o fim. 

Sei que preciso de dinheiro, mas agora, Noah precisa de mim, e eu preciso dele, é estranho pensar isso, mas sinto como se eu tivesse alguma ligação ou responsabilidade sobre ele, como se eu fosse 

sua mãe. 7 

Andei voltando para o quarto, estava tudo escuro, até os corredores, caminhei, segurando pelas paredes, antes de chegar ao quarto vi de relance Oliver sentado no sofá, ele estava virando uma garrafa de bebida na boca em um gole só, esse homem amargo não tinha paz era notório. Voltei para o quarto e vi aquele pedacinho de gente dormindo no berço, olhei para a cama enorme, resolvi pega-lo no colo e dei um beijinho em sua testa, ele franziu e deu um leve sorrisinho, foi ai que me apaixonei mais ainda por aquele bebê, deitei na cama e o coloquei ao meu lado abraçando-o 

carinhosamente. 12 

– É meu amorzinho, se estou aqui agora para te dar amor e carinho, pode ter certeza que não faltará em nenhum momento de minha parte por você. 

E a*sim, deixei que ele dormisse ao meu lado, afinal, agora eu estava ali por ele, e me sentia mais segura e tranquila a*sim, ali bem pertinho de mim, acho que, no fundo, ele se sentia mais seguro também ao meu lado, não entendia aquela ligação entre nós, mas sentia que não queria ficar longe dele nem por um segundo. 42 

المتغيرة.

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Score 9.9
Status: Ongoing Type: Author: Artist: Released: 10/5/2023 Native Language: Portuguese
Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira" Novel is a subgenre of romance fiction that features a romantic relationship between the main characters, Célia Oliveira one of whom is a chief executive officer (Célia Oliveira) or high-ranking corporate executive. Read More Ex-wife’s Disguised Identity by Josie Atkins Novel

Read Online Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Aurora era uma garota cheia de sonhos, que começaram a ser destruídos após a morte de seu pai.Tudo que ela queria era dar uma vida melhor para a mãe, mas tudo mudou, quando sua mãe conhece um homem e se casa novamente, se transformando praticamente em outra mulher, Aurora que era filha amada, ficou detestada pela mãe, que tinha ciúmes do marido com a filha, as coisas só pioram quando ela tem que fugir de casa para não ser violentada pelo padrasto, e na procura por um lugar para morar, acaba encontrando um homem misterioso numa ponte...

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Some Important Questions Related to the Story

  1. What time did Aurora's mother arrive home, and why was she upset?
    • Aurora's mother arrived home after six o'clock, and she was upset, possibly due to something Sandro had done or said.
  2. How does Aurora contribute to her household?
    • Aurora takes care of her younger sister, Alice, so her mother and her boyfriend, Sandro, can work outside the home. She also makes hair bows to earn some money.
  3. Why does Aurora hide her earnings from making hair bows?
    • Aurora hides her earnings because she plans to use the money to leave home when she turns eighteen and doesn't want her family to take it from her.
  4. Why hasn't Aurora been able to pursue her dream of attending college?
    • Aurora's mother didn't allow her to attend college because she believes Aurora should take care of Alice instead of pursuing higher education.
  5. What is the nature of Aurora's relationship with her friend Isadora?
    • Aurora and Isadora are best friends who met in elementary school. They had plans to attend college together, but Isadora is now leaving for another state to study medicine.
  6. What is Aurora's ultimate goal when she turns eighteen?
    • Aurora's goal when she turns eighteen is to leave her current home and start a new life in a different city, far away from her family's toxic environment.
  7. Why does Aurora's mother's attitude toward her change after she started dating Sandro?
    • Aurora's mother's attitude changed because she became infatuated with Sandro and allowed her jealousy and possessiveness to affect her relationship with Aurora.
  8. How does Aurora plan to support herself when she leaves home?
    • Aurora plans to support herself by finding a job, renting a small apartment, and eventually pursuing a college education to achieve her dreams.
  9. What does Aurora think about her two months left in her current situation?
    • Aurora sees these two months as a short period in comparison to the difficult years she has endured and is determined to leave her current situation behind.
  10. Why does Aurora want to move to a distant city?
    • Aurora wants to move to a distant city because she believes that anywhere else would be better than her current situation at home, and she is determined to start fresh and pursue her dreams away from her family's toxic environment.

Conclusion

Aurora's story is one of resilience and determination in the face of a challenging family situation. Despite her difficult circumstances, she is determined to break free, pursue her dreams, and build a better life for herself. Her unwavering spirit serves as a testament to the power of hope and ambition.  

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Options

not work with dark mode
Reset