Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 37

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 37

 

37 

Estávamos no carro, indo em direção a uma casa de praia, que ficava a uma hora de distância da capital, chegamos lá, havia um casal que nos recebeu muito bem, pelo que vi, era o caseiro e a 

esposa. 

Boa tarde, senhor Oliver é um prazer vê-lo aqui. 

– 

Boa tarde, Danilo e Selma. 

Entramos na casa e Oliver me apresentou a eles, e mostrou o Noah. 

Selma se apaixonou pelo Noah, que logo foi para seus braços, então, ela mostrou meu quarto, que 

ficava ao lado do de Oliver. Selma era uma mulher muito simpática. 

– 

– Amo criança Aurora, não vejo a hora do meu Miguel nascer. 

– 

– Você está grávida? – Perguntei, porque não se notava. 

– 

Sim, estou de 10 semanas, não vejo a hora da barriga aparecer. Riu Quando descobri, já fui fazer aquele exame para saber o S**o antes, não aguentava de curiosidade, esse bebé era muito. desejado. 

– 

Fico feliz por você Selma, crianças são a herança que Deus dá! 

Após conversar bastante, Oliver mandou arrumar as coisas de Noah, Selma e Danilo nos acompanharam também, a praia estava quase vazia, no lugar onde estávamos. Noah estava muito lindinho de sunga e uma blusinha de manga longa, com um chapeuzinho de estampas de dinossauros, suas bochechas estavam rosadas, Selma estava com um maio, e eu estava com um biquini verde, comprei uma saída de praia combinando com ele, Oliver estava brincando com Noah. na praia, e me ignorava completamente, fazia parecer que eu não estava ali, aproveitei para entrar na água, que estava uma delícia. 4 

O fim de tarde foi muito agradável, Oliver ficava conversando com Danilo a maioria do tempo, Noah cochilou, e Selma e eu conversávamos coisas aleatórias. 

A noite, após Noah dormir, e o casal de caseiros irem embora, me sentei na varanda e observava as 

ondas de longe. 

Me sentia em paz, e por um momento, não me preocupei com meu futuro e nem com a minha vida, aquele foi um dia bom, e apesar de não me pertencer, eu me sentia bem ao lado de Noah e do 

Oliver, porque de um jeito ou de outro, era ele que cuidava de mim e se preocupava, eu sei que sou apenas uma funcionária, e ele desconta todo o meu salário, mas às vezes, parece que ele se 

preocupa realmente comigo, e isso me faz sentir gratidão, mesmo nas vezes que ele me ignora, 

pois sei entender seu lado também, Oliver é desconfiado de tudo, e com razão, o que ele pa*sou não 

é nada fácil. 

Esta com a cabeça longe em? 

A voz de Oliver soou nos meus ouvidos, olhei para ele, mas não respondi coisa alguma, tanto que ele se aproximou e se sentou ao meu lado. 2 

– 

– No que está pensando? – Perguntou sereno. 

– 

-Em nada. Eu não falaria que estava pensando nele, ele iria se achar. 

– E é possivel pensar em nada? 

– 

– Acho que sim. 

– Achei que dormiria cedo, já que gastou tanta energia na praia hoje. 

E ele me notou? Porque parecia que para eu nem estava lá. 

– 

– Estou sem sono. 

– 

– Por quê? 

Eu não sei. Não quero dormir, hoje foi um ótimo dia, quero aproveitá-lo até o último minuto. 

Ficamos por alguns minutos em silêncio olhando para o mar, que estava um pouco longe. 

– 

– Aurora. Oliver parou de olhar para onde eu olhava e virou-se para mim. Onde pensa que estará daqui a alguns anos? 

A pergunta me pegou de surpresa, e eu que naquele momento não me preocupava com o futuro. 

comecei a me preocupar, pois não tinha ideia de como seria minha vida. 2 

Eu não sei. Talvez eu termine a faculdade, e arrume um emprego na escola da vila. 

– Na vila? – Perguntou surpreso. 

– Sim, por que não? Lá é tão bom, seria um ótimo lugar para recomeçar a minha vida, eu 

trabalharia na escola pela manhã, e o Noah também ficaria la, pois quando eu terminar a 

faculdade ele já terá idade para estudar, e o resto do dia continuaria a cuidar dele. 

– 

Por que coloca Noah em seus planos? Ele não é nada seu. 

Tem razão, eu sei… Fiquei em silêncio, porque lembrei que fazia planos com o filho de Oliver, 

eu não sabia o que ele queria para o filho. É que, quando me contratou para cuidar dele me deu tanta autonomia, achei que quisesse que eu continua*se a*sim. 

Tem razão. Mas não quero que pare sua vida por causa dele, quando ver que é a hora de ir 

embora, quero que vá sem medo. 

Eu sei o que Oliver queria dizer, mas eu não queria ir embora, não queria deixar o único lugar que já me sentia em casa, mesmo se eu saisse da casa dele, eu continuaria na vila, lá era um lugar 

– E se eu não quiser ir embora nunca? – Minha pergunta saiu sem querer, olhei nos olhos de Oliver e vi que eles brilhavam mais que o normal. 

Ao longe, ouviamos o quebrar das ondas, vindo com o barulho das árvores que o vento trazia, era uma noite clara, pois a lua estava em sua totalidade, e nós nos olhávamos como se um quisesse enxergar a alma do outro. 

– Se quiser ficar para sempre, eu jamais iria me opor. – Sua resposta saiu como um sussurro, e logo vi que ele aproximava mais seu rosto do meu, eu entendia o que iria acontecer naquele momento, e meu corpo não se opôs nenhum minuto, Oliver me beijou. 

Era um beijo calmo e, ao mesmo tempo, profundo, suas mãos agarravam meu corpo de uma forma feroz, como se me segura*se para que eu não fugisse dali, mal sabendo ele que não existia lugar melhor no mundo para mim naquele momento, do que em seus braços. 

Eu não sei o que estava acontecendo, mas naquele momento eu não me importei com o que aconteceria amanhã, Oliver não estava bébado, nem havia outra desculpa para dizer que me confundiu com alguém, e eu não teria desculpa alguma para dizer que tentei me esquivar de algo que meu corpo queria e não lutou nenhum segundo para parar. 7 

Nosso beijo foi se intensificando e suas mãos me seguravam mais fortes, aquele momento se tornou mágico para mim, pois havia além do desejo, algo acelerado em meu peito, eu jamais tinha 

sentido isso na vida, e não conseguia distinguir o que era. 

Por um segundo ele parou o beijo e falou no meu ouvido. 

– 

– Dorme comigo hoje. (25) 

Today’s Bonus Offer 

GET IT NOW 

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Score 9.9
Status: Ongoing Type: Author: Artist: Released: 10/5/2023 Native Language: Portuguese
Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira" Novel is a subgenre of romance fiction that features a romantic relationship between the main characters, Célia Oliveira one of whom is a chief executive officer (Célia Oliveira) or high-ranking corporate executive. Read More Ex-wife’s Disguised Identity by Josie Atkins Novel

Read Online Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Aurora era uma garota cheia de sonhos, que começaram a ser destruídos após a morte de seu pai.Tudo que ela queria era dar uma vida melhor para a mãe, mas tudo mudou, quando sua mãe conhece um homem e se casa novamente, se transformando praticamente em outra mulher, Aurora que era filha amada, ficou detestada pela mãe, que tinha ciúmes do marido com a filha, as coisas só pioram quando ela tem que fugir de casa para não ser violentada pelo padrasto, e na procura por um lugar para morar, acaba encontrando um homem misterioso numa ponte...

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Some Important Questions Related to the Story

  1. What time did Aurora's mother arrive home, and why was she upset?
    • Aurora's mother arrived home after six o'clock, and she was upset, possibly due to something Sandro had done or said.
  2. How does Aurora contribute to her household?
    • Aurora takes care of her younger sister, Alice, so her mother and her boyfriend, Sandro, can work outside the home. She also makes hair bows to earn some money.
  3. Why does Aurora hide her earnings from making hair bows?
    • Aurora hides her earnings because she plans to use the money to leave home when she turns eighteen and doesn't want her family to take it from her.
  4. Why hasn't Aurora been able to pursue her dream of attending college?
    • Aurora's mother didn't allow her to attend college because she believes Aurora should take care of Alice instead of pursuing higher education.
  5. What is the nature of Aurora's relationship with her friend Isadora?
    • Aurora and Isadora are best friends who met in elementary school. They had plans to attend college together, but Isadora is now leaving for another state to study medicine.
  6. What is Aurora's ultimate goal when she turns eighteen?
    • Aurora's goal when she turns eighteen is to leave her current home and start a new life in a different city, far away from her family's toxic environment.
  7. Why does Aurora's mother's attitude toward her change after she started dating Sandro?
    • Aurora's mother's attitude changed because she became infatuated with Sandro and allowed her jealousy and possessiveness to affect her relationship with Aurora.
  8. How does Aurora plan to support herself when she leaves home?
    • Aurora plans to support herself by finding a job, renting a small apartment, and eventually pursuing a college education to achieve her dreams.
  9. What does Aurora think about her two months left in her current situation?
    • Aurora sees these two months as a short period in comparison to the difficult years she has endured and is determined to leave her current situation behind.
  10. Why does Aurora want to move to a distant city?
    • Aurora wants to move to a distant city because she believes that anywhere else would be better than her current situation at home, and she is determined to start fresh and pursue her dreams away from her family's toxic environment.

Conclusion

Aurora's story is one of resilience and determination in the face of a challenging family situation. Despite her difficult circumstances, she is determined to break free, pursue her dreams, and build a better life for herself. Her unwavering spirit serves as a testament to the power of hope and ambition.  

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Options

not work with dark mode
Reset