Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 35

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 35

 

35 

Denise andava eufórica pelo quarto, Saulo havia comprado várias roupas e sapatos novos para ela, 

agora contava que teria roupa nova para cada dia de festa, também ganhou uma gargantilha de ouro com esmeraldas, o que a deixou de boca aberta, quando ela me mostrou a peça eu só consegui pensar no quanto o Saulo gostava dela, e ela por mais que diga ser pé no chão, estava caidinha os 

quatro pneus por ele. 2. 

ww.ww 

Já fazia duas semanas que voltei do hospital, e já estava com dez quilos a mais, seguia a risca a dieta pa*sada pelo nutricionista, e também Denise não me deixava pa*sar da hora de comer, estava amando a companhia dela, por mais que já estivesse boa, Oliver continuava a mandar Denise ficar com Noah para mim. 

Falando no Oliver, eu não tive oportunidade pessoalmente ainda para agradecer pelo notebook, as duas vezes que o vi nesta semana ele pa*sou por mim direto me ignorando totalmente, eu não entendo porque ele é a*sim, ás vezes é a melhor pessoa do mundo, e do nada se transforma na pior. 

Odeio conversar quando ele está nervoso, pois me enche de piadas, mas também odeio ficar sem falar, porque às vezes ele é um amor de pessoa. 

Eu não estava nem ai para a festa que iria acontecer, afinal não iria, o Noah ficaria comigo, Oliver não ficaria com ele a noite, já que ele era o anfitrião, mas confesso que, no fundo, gostaria muito de ir, brincar no parque de diversões, comer cachorro-quente, pipoca doce, e ver um show, ah eu nunca fui há um show, mas pelo que a*sistia na televisão, parecia ser a melhor coisa do mundo, cantar com a banda, levantar as mãos, dançar, e beber, bem, beber eu não iria, apesar de ter dezoito agora, nunca me interessei por bebidas alcoólicas, sempre quis curtir tudo bem sóbria, para não esquecer nenhum detalhe e também, para não fazer nenhum tipo besteira, que pudesse me arrepender no outro dia: 4 

Era S**ta a noite, Denise havia acabado de sair, e eu acabado de jantar. 

Estava brincando com Noah, esperando Oliver vim buscá-lo, já que Noah agora dormia com ele. (3) 

A porta do quarto foi aberta, e Oliver entrou, ele estava de bermudas e uma camiseta larga, nunca havia visto-o a*sim. 2 

– Boa noite Aurora, eu demorei? – Perguntou com uma voz leve. 

Lá vem o bipolar, pensei. 

– Boa noite senhor, não demorou não, eu estava brincando com ele. 

– Como você está? 

Bem, obrigada! – Foi o que eu tinha para responder, nao nos falavamos há dias, entao nao sabia o 

que conversar. 

– Já escolheu a faculdade? 

– Enviei meus documentos para uma, estou esperando respostas, aliás, muito obrigada pelo 

notebook. 

– É um MacBook! – Corrigiu. 

– Tanto faz, serve para a mesma coisa. 

Oliver abriu a boca para falar, mas fechou outra vez. 

Ele olhou para Noah deitado na cama, e depois para mim. 

– Sabia que daqui a uns dias, vão começar as festas da feira agropecuária da vila? 

– Fiquei sabendo sim. 

E você vai? – Desdenhou 

-Ah, não! Esqueceu que meu emprego é em periodo integral? 

– É verdade, tinha me esquecido. – Riu, e eu não entendia o motivo da risada. – Estou planejando 

levar o Noah, ele é novinho, mas quero que ele se distraía, já vai fazer 3 meses, precisa sair um 

pouco, além disso, o lugar que ficarei é mais reservado, não terá tanto movimento ou barulho. 

– Isso é bom senhor. 

– Você terá que ir também, claro, para cuidar dele, todos os dias, serão sete dias de festa, então 

esteja preparada. 

Fiquei em silêncio, estava processando tudo o que ele falava. 

– 

Falo isso, porque vi que você não tem roupa alguma, então é melhor se programar, não é bem- 

visto que a babá do meu filho se vista mal, na frente de outras pessoas. 2 

– Acho justo, mas senhor, há um pequeno problema em relação a isso, já que estou indo al 

trabalho, você que deveria fornecer o uniforme. 

– Você não irá de uniforme! – Corrigiu. 

– Vai com roupas para a ocasião. 

– O senhor sabe que eu não tenho roupas para a ocasião, e eu também não tenho dinheiro paral comprar, já que meu salário foi cortado. 

– 

– 

Aurora, Aurora Oliver se aproximou de mim e parecia segurar um pequeno sorriso. – Cuidarei 

disso então, tinha me esquecido que está sem dinheiro. – Desta vez riu. 

Por que ri da minha desgraça? – Perguntei seria, 

– Não estou rindo disso. Se aproximou um pouco mais. Estou rindo porque estou feliz, não 

posso? 

– 

– 

– Ah, pode. Fiquei sem jeito dele tão próximo a mim. É que pareceu estar rindo de mim. 

– Quero que arrume algumas coisas, suas e do Noah, amanhã sairemos para a capital, ficaremos até segunda pela manhã. 

– Mas a*sim? De repente, avisando a essa hora da noite? 

– 

– 

E qual o problema? Falou sério. Tinha algum compromisso para amanhã? 

Não senhor, é que… Eu podia explicar um monte de coisas, mas Oliver não entenderia, então 

deixei quieto. 

Nada, arrumarei as coisas do Noah 

– Terei uma reunião pela manhã, mas a tarde, quero pa*sar com meu filho, já reservei o hotel. 

Sim senhor. Ele pegou Noah no colo e antes de sair, disse. 

– Não se preocupe, te darei um dia de folga no dia da festa na vila, poderá aproveitar. 

Antes que eu respondesse, ele saiu do quarto, Oliver era estranho, mas eu já havia me acostumado 

com o jeito dele. 

Minha euforia veio à tona, em saber que eu poderia ir à festa e aproveitar, seria uma noite mágica. 

Logo fiz as malas de Noah, e preparei as minhas, percebi, que as duas roupas melhorzinhas que tinha, estavam sujas, então tratei de descer para a lavanderia, enquanto a máquina operava, sentei numa cadeira que estava ao lado, mexia no celular, logo vi que Oliver havia postado um status, 

minha curiosidade foi muito grande, então olhei, era a foto de Noah dormindo no ninho em cima. 

da cama dele, na legenda dizia. “Lentamente as coisas estão voltando ao lugar”, e percebi que 

realmente estavam, não sei do que ele falava, mas o que eu via era nitido a ligação dele com o filho, 

a volta das pessoas a vila, a festa agropecuária, Oliver estava se curando. 3) 

A máquina continuava fazendo o trabalho dela, então fui até a cozinha, e encontrei Oliver por lá. 

– Achei que estivesse dormindo, já que vamos sair cedo amanhã, o que estava fazendo na 

lavanderia? 

Bem, o senhor sabe que tenho pouca roupa, estava lavando as mais apresentáveis. 

– 

– É verdade, tinha me esquecido outra vez. – 

– Por que sempre ri, quando falo algo de mim? 

Riu 

Voltou a ficar sério. Olha, acabei de comprar uma 

– Desculpa, é que gosto da sua sinceridade. Voltou a ficar sério. – 

pizza, quer comer comigo? 

– 

– 

Nao obrigada! Bebi um copo de agua, e la saindo. 

– Não vire as costas para mim Aurora, sente-se aqui agora, e coma! 7 

Today’s Bonus Offer 

GET IT NOW 

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Score 9.9
Status: Ongoing Type: Author: Artist: Released: 10/5/2023 Native Language: Portuguese
Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira" Novel is a subgenre of romance fiction that features a romantic relationship between the main characters, Célia Oliveira one of whom is a chief executive officer (Célia Oliveira) or high-ranking corporate executive. Read More Ex-wife’s Disguised Identity by Josie Atkins Novel

Read Online Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Aurora era uma garota cheia de sonhos, que começaram a ser destruídos após a morte de seu pai.Tudo que ela queria era dar uma vida melhor para a mãe, mas tudo mudou, quando sua mãe conhece um homem e se casa novamente, se transformando praticamente em outra mulher, Aurora que era filha amada, ficou detestada pela mãe, que tinha ciúmes do marido com a filha, as coisas só pioram quando ela tem que fugir de casa para não ser violentada pelo padrasto, e na procura por um lugar para morar, acaba encontrando um homem misterioso numa ponte...

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Some Important Questions Related to the Story

  1. What time did Aurora's mother arrive home, and why was she upset?
    • Aurora's mother arrived home after six o'clock, and she was upset, possibly due to something Sandro had done or said.
  2. How does Aurora contribute to her household?
    • Aurora takes care of her younger sister, Alice, so her mother and her boyfriend, Sandro, can work outside the home. She also makes hair bows to earn some money.
  3. Why does Aurora hide her earnings from making hair bows?
    • Aurora hides her earnings because she plans to use the money to leave home when she turns eighteen and doesn't want her family to take it from her.
  4. Why hasn't Aurora been able to pursue her dream of attending college?
    • Aurora's mother didn't allow her to attend college because she believes Aurora should take care of Alice instead of pursuing higher education.
  5. What is the nature of Aurora's relationship with her friend Isadora?
    • Aurora and Isadora are best friends who met in elementary school. They had plans to attend college together, but Isadora is now leaving for another state to study medicine.
  6. What is Aurora's ultimate goal when she turns eighteen?
    • Aurora's goal when she turns eighteen is to leave her current home and start a new life in a different city, far away from her family's toxic environment.
  7. Why does Aurora's mother's attitude toward her change after she started dating Sandro?
    • Aurora's mother's attitude changed because she became infatuated with Sandro and allowed her jealousy and possessiveness to affect her relationship with Aurora.
  8. How does Aurora plan to support herself when she leaves home?
    • Aurora plans to support herself by finding a job, renting a small apartment, and eventually pursuing a college education to achieve her dreams.
  9. What does Aurora think about her two months left in her current situation?
    • Aurora sees these two months as a short period in comparison to the difficult years she has endured and is determined to leave her current situation behind.
  10. Why does Aurora want to move to a distant city?
    • Aurora wants to move to a distant city because she believes that anywhere else would be better than her current situation at home, and she is determined to start fresh and pursue her dreams away from her family's toxic environment.

Conclusion

Aurora's story is one of resilience and determination in the face of a challenging family situation. Despite her difficult circumstances, she is determined to break free, pursue her dreams, and build a better life for herself. Her unwavering spirit serves as a testament to the power of hope and ambition.  

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Options

not work with dark mode
Reset