Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 16

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira Capítulo 16

 

16 

Sentamos num banco, que ficava em baixo de uma árvore enorme, cheia de flores, o lugar estava calmo por ainda ser bem cedo da manhã. 

– Primeiro, quero que você me prometa que não vai contar ao patrão que eu te disse isso, e nem at 

ninguém, nem a meu tio, nem a Saulo, nem a….. 

– 

– Tudo bem Denise, eu já entendi, eu não vou contar a ninguém, eu prometo. A cortei. 

– 

– Olha, espero que você não tenha pressa viu, pois a história é longa. 

– 

– Ai, Denise fala logo, porque estou ficando mais curiosa! 

– 

– Você é igual eu. Riu Mas é normal mesmo, quem não gosta de uma boa fofoquinha? E afinal, eu imagino como está a sua cabeça, em chegar numa casa e encontrar um recém-nascido sem a 

mãe. 

– 

Ainda bem que você me entende Denise. Cade a mãe do Noah? Ela morreu? 3) 

Não, minha querida, a mãe do Noah está vivinha da Silva. 

– E onde ela está? – Perguntei curiosa. 

– 

Estou te falando que a história é grande, para você entender, tenho que te contar do inicio. 

Então começa logo mulher! Já havia começado a roer as unhas. 

Foi a*sim… E começou Denise a contar a história que eu mais queria saber no mundo naquele 

momento 1 

– Quem tomava conta da fazenda era o senhor Caetano, o pai do senhor Oliver, pensa num homem bom, tão bom quanto o filho, porque agora pode não parecer, mas o senhor Oliver é um amor de 

pessoa, tanto como patrão, tanto quanto ser humano. – Explicou que as atitudes de agora de Oliver 

não condiziam com quem realmente era. Ai o pai cuidava da fazenda e o senhor Oliver ficava só responsável pela vila, ele a projetou desde que tinha 10 anos, ja que desde pequeno queria ser arquiteto, e ao longo do tempo, só mandava construir as coisas. Falo essas coisas, porque tia Lúcia 

que me contou, ainda não havia vindo trabalhar aqui não. Antes, o povo vinha apenas trabalhar e 

morava em cabanas improvisadas, ficava longe da familia por vários meses, dai o senhor Oliver teve a ideia de fazer a vila, a*sim os peões trabalhavam e podiam trazer suas esposas e familias, já 

que o emprego foi ficando cada vez mais fixo. – Parou para se explicar. – A vila tinha uma 

feirinha tradicional todos os domingos. Vinha gente de todo lugar comprar coisas lá, hoje ela ainda 

existe, mas só para os moradores mesmo, ai um dia, chegou uma caravana de homens procurando emprego, uns 12 homens, junto deles veio uma moça, chamada Liana, linda de morrer, ela era loira, 

tinha os cabelos longos, que batiam na bunda, os olhos dela eram cor de mel, e ainda tinha um 

corpão, que você tinha que ver. Ela veio junto também procurando emprego, mas ai, o senhor 

1.3 

emprego bom, já que ela mesma não sabia fazer nada. Foi treinada lentamente, e todo dia ele ia lá para vê-la, todo dia mesmo, não pa*sou nem um mês e eles já estavam namorando, ela devia ter uns 19 anos quando chegou, e o senhor Oliver tinha uns vinte e pouco ainda. 15 

Era um amor roxo. Logo ela começou a trabalhar junto dele, como se fosse sua secretária, sabe? Todo mundo na vila sabia dos dois, até o pai dele, que na época não gostou muito, e olha que para o senhor Caetano não gostar de alguém, essa pessoa tinha que ser muito ruim mesmo, mas o Oliver ignorava, ele estava apaixonado e não escondia de ninguém. 

Ela sempre arrumava uma desculpa e chamava o Oliver para viajar, para todos os cantos e para fora do país, ele como não tomava conta da fazenda ainda, viajava. Eles viajavam muito, ela era uma mulher que gostava de está sempre na capital, de ir para a praia, festas famosas, vestir-se bem, com roupas carissimas, e o Oliver fazia todos os seus gostos, mesmo ele não gostando muito de sair da fazenda, ele viajava sempre com ela, para ela não se sentir com tédio. Mas ela era muito mesquinha sabe? Quando não estava na frente do patrão, tratava todo mundo mal, como se a gente. fosse inferior a ela, e olha que ela chegou na caravana, sem saber de nada. Falava mal, não tinha nenhum curso profissionalizante. O que a danada tinha ao seu favor era a beleza, porque a danada era linda mesmo, todo mundo falava, aonde ela chegava todos a admiravam, mas era só abrir a boca que a beleza sumia 14 

Quando cheguei aqui, já comecei a trabalhar no refeitório, um dia, ela entrou lá e xingou todos da cozinha, porque alguém tinha visto ela conversando com o senhor Tulio, e falaram com o patrão. 

– 

– E quem era esse tal de Túlio? Perguntei curiosa. 

Tulio era o braço direito do senhor Caetano, tinha 40 e poucos anos, morava atrás da casa do patrão, onde quem está morando hoje é o Saulo. O que acontecia, era que não era segredo de vez ou outra, alguém avistar a senhora Liana, como ela gostava de ser chamada, conversando com o Tulio, em conversas um pouco intimas, sabe? Ai um dia, ela ficou sabendo que alguém do refeitório falou para o Oliver, que não deu muita importância na época, já que o Túlio era muito mais velho que ela. Mesmo a*sim, foi là e rebaixou a gente a menos do que nada, ameaçou mandar todo mundo. embora, e um monte de coisas, mas o senhor Caetano chegou na hora e viu tudo, a repreendeu na frente de todos, ela virou uma ovelhinha e fingiu-se de arrependida. 

E a*sim ela e o Oliver continuavam, viajavam mais do que ficavam aqui, mas ai o senhor Caetano ficou doente, então o Oliver parou mais de viajar para ficar com o pai, mas a Liana reclamava de 

tédio 4 

Foi ai que o senhor Oliver começou a fazer as festas no povoado, pensa ai, quase todo fim de 

semana, só para agradar Liana, bandas famosas e locais. 

Quando não tinha festas, ele aproveitava às vezes que o Tulio tinha algum trabalho fora do estado, pedia para ele levar a Liana junto, para ela espairecer e conhecer lugares novos. 

O senhor Oliver confiava demais no senhor Tulio, o tinha como um segundo pai. 

Pa*sou uns tempos, o sennor Caetano morreu, toi uma morte repentina, o Uliver ficou muito triste, 

mas continuou o legado do pai, enfim, ele ama aquela fazenda tanto quanto o pai a amava, como 

disse, ele projetou tudo, pensando em viver ali para sempre. Só que Liana, era uma mulher que 

gostava das capitais, das cidades grandes, da farra, da vaidade, eles não estavam mais na mesma 

conexão. As festas haviam parado depois da morte do pai, às vezes algumas pessoas os viam discutindo, ela queria conhecer o mundo, ele queria ficar na fazenda onde era o lar del 

Ficaram a*sim, até que veio a noticia de que ela estava grávida, foi aí que a coisa ficou mais feia 

ainda

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Caminho Traçado – Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Score 9.9
Status: Ongoing Type: Author: Artist: Released: 10/5/2023 Native Language: Portuguese
Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira" Novel is a subgenre of romance fiction that features a romantic relationship between the main characters, Célia Oliveira one of whom is a chief executive officer (Célia Oliveira) or high-ranking corporate executive. Read More Ex-wife’s Disguised Identity by Josie Atkins Novel

Read Online Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Aurora era uma garota cheia de sonhos, que começaram a ser destruídos após a morte de seu pai.Tudo que ela queria era dar uma vida melhor para a mãe, mas tudo mudou, quando sua mãe conhece um homem e se casa novamente, se transformando praticamente em outra mulher, Aurora que era filha amada, ficou detestada pela mãe, que tinha ciúmes do marido com a filha, as coisas só pioram quando ela tem que fugir de casa para não ser violentada pelo padrasto, e na procura por um lugar para morar, acaba encontrando um homem misterioso numa ponte...

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Some Important Questions Related to the Story

  1. What time did Aurora's mother arrive home, and why was she upset?
    • Aurora's mother arrived home after six o'clock, and she was upset, possibly due to something Sandro had done or said.
  2. How does Aurora contribute to her household?
    • Aurora takes care of her younger sister, Alice, so her mother and her boyfriend, Sandro, can work outside the home. She also makes hair bows to earn some money.
  3. Why does Aurora hide her earnings from making hair bows?
    • Aurora hides her earnings because she plans to use the money to leave home when she turns eighteen and doesn't want her family to take it from her.
  4. Why hasn't Aurora been able to pursue her dream of attending college?
    • Aurora's mother didn't allow her to attend college because she believes Aurora should take care of Alice instead of pursuing higher education.
  5. What is the nature of Aurora's relationship with her friend Isadora?
    • Aurora and Isadora are best friends who met in elementary school. They had plans to attend college together, but Isadora is now leaving for another state to study medicine.
  6. What is Aurora's ultimate goal when she turns eighteen?
    • Aurora's goal when she turns eighteen is to leave her current home and start a new life in a different city, far away from her family's toxic environment.
  7. Why does Aurora's mother's attitude toward her change after she started dating Sandro?
    • Aurora's mother's attitude changed because she became infatuated with Sandro and allowed her jealousy and possessiveness to affect her relationship with Aurora.
  8. How does Aurora plan to support herself when she leaves home?
    • Aurora plans to support herself by finding a job, renting a small apartment, and eventually pursuing a college education to achieve her dreams.
  9. What does Aurora think about her two months left in her current situation?
    • Aurora sees these two months as a short period in comparison to the difficult years she has endured and is determined to leave her current situation behind.
  10. Why does Aurora want to move to a distant city?
    • Aurora wants to move to a distant city because she believes that anywhere else would be better than her current situation at home, and she is determined to start fresh and pursue her dreams away from her family's toxic environment.

Conclusion

Aurora's story is one of resilience and determination in the face of a challenging family situation. Despite her difficult circumstances, she is determined to break free, pursue her dreams, and build a better life for herself. Her unwavering spirit serves as a testament to the power of hope and ambition.  

Caminho Traçado - Uma babá na fazenda By Célia Oliveira

Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Options

not work with dark mode
Reset